Home » Literatura » Uma Canção Para Você [Resenha]

Uma Canção Para Você [Resenha]

por Beatriz Albarez.
20 de dezembro de 2016.

Esse terceiro volume da coleção Meus 15 Anos da Luly Trigo não fica de fora da lista de fofura e nem fica abaixo dos outros dois. Dessa vez não vemos a história de Bia, nem de Carol (Na Porta Ao Lado), mas de Amanda.

Essa resenha contém alguns spoilers que achei necessário mencionar para poder opinar sobre algumas partes do livro.

Amanda também é amiga de Carol e Bia, junto com Roberta e Priscila (sobre quem será o próximo volume?). Seus pais são separados, ela mora com a mãe no Rio de Janeiro e seu pai mora em Curitiba. Como sempre, Amanda vai passar um tempo das férias com seu pai, mas esse ano ela decide ir para o Natal e não apenas para o Ano Novo. O motivo disso: seu ex-namorado, Igor.

Em Curitiba Amanda era uma pessoa um pouco diferente, tinha seu primo Vinícius e seu avô que sempre eram seus parceiros de música, cantavam e tocavam juntos, conversavam sobre bandas e tantas coisas mais. Chegando na cidade Vini propõe um grande desafio para Amanda: compor uma música para um concurso! E mais, Vini tem um amigo na banda, o Ricardo, que é até que interessante… Por outro lado o avô deles não está muito bem de saúde, o que deixa Amanda bem pra baixo.

Nessa mistura de alegria, preocupação e tristeza, Luly nos leva pelas férias de Amanda com bastante dinamicidade. Assim como os outros livros é uma leitura gostosa, que nos prende e nem vemos a hora passar. Tem um equilíbrio legal entre momentos de extrema felicidade e ansiedade (e muitas borboletas no estômago de minha parte), também de tristeza e até um pouco de raiva de alguns personagens. Confesso que teve um chororô em certos capítulos…

Por falar em capítulos, algo muito interessante que Luly fez: cada capítulo leva o nome de uma música que combina com ele e a parte mais legal é que no fim do livro tem uma lista com todas elas! Obrigada (mesmo)!

Bom, mas fora isso, outro ponto MUITO interessante, senão talvez o MAIS interessante é a pequena lição sobre relacionamentos abusivos. Sendo um livro principalmente para adolescentes, achei muito legal a maneira como Amanda (narrando em primeira pessoa) vai percebendo aos poucos que vivia um namoro nada saudável, mas sim abusivo – e, como seu primo diz, abusivo não é apenas fisicamente, mas psicologicamente também.

Isso foi MUITO maneiro, já que muitas meninas podem achar que todas as atitudes do namorado são normais ou até mesmo fofas – como a própria Amanda. Mas foi compartilhando com suas amigas todas as histórias que a deixavam desconfortável que ela mesma percebeu que estava enganada. Muito daora Luly, mesmo.

Um pontinho negativo foi quanto à algumas linhas soltas que acho que poderiam ter sido facilmente fechadas. Como, por exemplo, quando Igor vai até a casa de Amanda em Curitiba, briga com todo mundo e ainda dá um soco em Ricardo. Tipo, o pai da Amanda nem tchum pra isso? Sabe, ela tem 16 anos, está na casa do pai… Senti falta de uma intervenção maior dele quanto à isso. Por outro lado entendo que essa dinâmica de focar em um ponto e dar um desenrolamento mais objetivo e rápido para história é mais interessante para o público teen.

No mais é um ótimo livro que toda garota com seus 16 anos deve ler. E as mais velhas também! É muito bom imergir nas histórias teens, ainda podemos SIM aprender com elas. Já estou ansiosa pelo próximo volume! <3

Revisão por Aline Machado.


Leia também: