Home » Destaque » Tomb Raider: Ms. Croft de volta à ação!

Tomb Raider: Ms. Croft de volta à ação!

Tomb-Raider-tomb-raider-reboot-31770183-1920-1080

Guilherme Souza

Não dá pra negar a importância de Lara Croft e do Tomb Raider na história dos games. Ela chegou numa época em que os games se resumiam basicamente a homens, mudou esse cenário, ganhou filmes com atuação da, ainda em ascensão, Angelina Jolie, mas não teve um bom amadurecimento e envelhecimento. A série que era famosíssima no Playstation 1 não emplacou bem os seus últimos jogos, os filmes não foram tão bons, e parecia que tudo tinha se perdido e ela logo seria esquecida. E neste momento que o jogo vira e ela volta com um jogo sensacional!

Tomb Raider, assim mesmo, sem numeração ou subtítulo nenhum, foi lançado algum tempinho atrás e está incrível. Ele é basicamente um reboot, belo, por sinal, que nos mostra Lara ainda jovem, antes de virar a badass caçadora de tesouros que conhecemos. É basicamente um prelúdio, com Lara caindo sozinha, ainda uma adolescente, em uma ilha cheia de ruínas asiáticas na qual uma equipe planejava uma expedição arqueológica, e, é claro, cheia de vilões e segredos a serem desvendados. Ela então tem que se virar, aprender como sobreviver na marra, e salvar ela e sua equipe desse inferno.

A mecânica do jogo teve boas alterações em relação aos títulos antigos, dessa vez pegando inspiração na série Uncharted, por exemplo (e vale lembrar que o próprio Uncharted foi inspirado na nossa amiga Lara), com mais puzzles para se resolver, como as várias tumbas presentes no mapa, vários armamentos interessantes  (embora a melhor coisa seja jogar com o arco), e um esquema interessante para melhorar suas armas, onde você deve coletar madeira e outros materiais (o que torna as coisas um pouco bizarras, porque ela consegue fazer um silenciador a partir de madeira, Macgyver manda lembranças). Outro ponto que pode ou não ser interessante é o chamado “Instinto de Sobrevivência”, que lhe mostra o que fazer/aonde ir, extremamente útil em alguns momentos, mas que tira um pouco a dificuldade do jogo.

Agora, o visual. O gráfico desse jogo está incrível. Os cenários são lindos, os inimigos e as armas são bem feitos, e a Lara tem um visual completamente remodelado, combinando com a ideia de apresentar uma nova Lara ao mundo, ou seja, nada de shortinhos ou peitões para os caras de plantão. E para tornar tudo mais lindo quando se trata dela, foi aplicada uma tecnologia que torna detalhes, com especial foco nos cabelos, incrivelmente reais, parece que cada fio lá está se comportando de um jeito diferente, à la Merida(Brave). Claro que isso funciona melhor nas versões para PC e, que fique claro, com um setup mais potente.

A história não deixa quase nada a desejar, mostrando de forma bela o início do que se tornará a heroína que todos conhecemos. Você já se perguntou como uma adolescente relativamente comum se tornou aquela caçadora de tesouros habilidosa e carregando sempre suas pistolas duplas? Esse jogo responde essa pergunta muito bem.

 

Tomb Raider é desenvolvido pela Square Enix e Crystal Dynamics para Playstation 3, Xbox 360 e PC.


Leia também: