Monstress: Despertar | Resenha

Monstress: Despertar é um daqueles livros que surgem como uma grata surpresa quando você está a procura de algo novo para ler. Uma história tão envolvente e encantada por magias arcânicas, mas, ao mesmo tempo, tão realista em suas metáforas…

O Mundo do Batman | Resenha

O mundo do Batman sempre me fascinou, talvez por isso ele – Batman/Bruce Wayne – seja meu herói preferido da DC Comics. O Batman é subversivo, mas de uma forma muito específica porque ele é o cara que, inconformado com…

O Mundo do Homem-Aranha | Resenha

Com a sequência de lançamentos de filmes dos icônicos super-heróis dos universos da Marvel e da DC, não é de se surpreender que surjam outros materiais para complementar e até expandir o universo que esses filmes apresentam nas telonas. Um…

O Mundo da Mulher Maravilha | Resenha

Desde que me lembro, sempre tive um afeto maior pelas histórias da DC quando em comparação às histórias da Marvel. Não, não acho que isso me torne um “dcnauta” porque, além de achar isso irrelevante, eu gosto dos dois universos.…

Mighty Morphin Power Rangers – Ano Um | Resenha

Para quem, como eu, cresceu nos idos dos anos 1990, tem a história dos Power Rangers como uma das grandes lembranças da infância daqueles dias. Uma grande parte das crianças daqueles tempos sonhava em ser um ranger vermelho e combater…

Moana – A história do filme em quadrinhos | Resenha

Particularmente, não sou fã de grande parte dos filmes da Disney. E não, não é porque eu os considere ruins, mas por serem histórias que, na maioria dos casos, não me causam tanto interesse. Moana, no entanto, é uma história…

Heroes: Vingança | Resenha

Se você acompanhava a série Heroes e, mais recentemente, seu reboot, Heroes Reborn, vai precisar ler Heroes: Vingança. O livro, lançado pela Pixel Media (Ediouro) é uma coletânea de cinco edições da história de El Vengador, personagem icônico da série…

O Livro de Ouro do Hagar o Horrível | Resenha

Sempre gostei de tirinhas de jornal. Ainda que não conheça muitas, esta é uma seção pela qual sempre me interessei. Quando tive a oportunidade de ler “O Livro de Ouro do Hagar, o Horrível”, não pensei duas vezes e corri…