Home » Destaque » O Chamado do Cuco: o primeiro romance de R. Galbraith

O Chamado do Cuco: o primeiro romance de R. Galbraith

O Chamado do Cuco

Um mistério envolvente por entre as ruas de Londres. Celebridades da moda, música e passarelas envolvidos num crime bem particular e muito significativo.

– por Alexandre Moreira

Alvo de muita especulação e conspiraçãoO Chamado do Cuco” (The Cuckoo’s Calling) de Robert Galbraith ganhou seu “bum” de popularidade ao revelarem que seu autor era, na verdade, ninguém mais – ninguém menos que a criadora de Harry Potter: JK Rowling. O livro passou a ficar famoso e  muita expectativa foi criada a partir de então.

No livro somos apresentados a dois personagens principais: Strike – o detetive; e Robin, sua secretária temporária. Divulgado como um “romance policial” foi impossível não me recordar de dois autores que sempre li muito ligados a este gênero: Agatha Christie e Sidney Sheldon. Galbraith, no entanto, me surpreendeu em um ponto específico: o protagonista da história não é o crime em si, mas seu investigador.

Ferido de guerra, Strike tem uma família ligada a fama e depois de largar a universidade, decidiu se vincular a policia, resultando mais tarde em lutas no Oriente Médio de onde adquiriu uma sequela pro resto da vida. Quando retorna à Londres – pano de fundo para o drama – decide então se tornar detetive particular. Alugando um pequeno apartamento para utilizar como escritório, Strike passa por tempos difíceis financeiramente até que lhe surge John Bristow pedindo para investigar a morte da irmã – caso fechado três meses atrás pela polícia de Londres. Por envolver uma consagrada top model – Lula Landry – o fato teve repercussão midiática muito forte a todos os envolvidos e foi encerrado como suicídio.

Bristow não acredita na versão dada pela Scotland Yard e contrata os serviços do detive para provar o assassinato. O caso pode resolver todos os problemas financeiros de Strike além de ser uma oportunidade de alavancar seus negócios que caiam no precipício do fracasso. O problema passa a ser: a que preço? A lista de suspeitos é grande: colegas do trabalho, membros da família, um estranho que aparece nas imagens de segurança… Strike começa a ser cercado de perigo a medida que aprofunda na investigação na busca pela verdade.

Na introdução da história conhecemos Robin, secretária contratada por Strike para organizar a administração do escritório por um período determinado. Robin, porém se mostra muito eficaz e em poucos dias conquista a confiança e carinho do chefe; ela passa a ser então uma verdadeira parceira para Strike, especialmente na resolução do caso.

Através de uma narrativa em terceira pessoa, Galbraith nos conduz pelas ruas de Londres numa busca pela verdade atrás da morte da carismática e polêmica Lula – a “Cuco”, como é popularmente conhecida entre os amigos. Robin e Strike passam então a conviver com a família e muitos amigos famosos da falecida modelo, que incluem demais modelos, pessoas da moda, cantores de rap e atores.

A leitura chama a atenção e te prende por:

1) o mistério por trás do assassinato – quem? como e por que? (praxe)

2) o destino dos investigadores – individualmente e enquanto equipe.

Por meio de uma narrativa delicada e muito perspicaz, ficamos imersos em um mistério e pessoas ligadas à investigação. Concomitante a resolução do caso, passamos a conhecer de perto os personagens: sua história de vida, seus desejos, sentimentos e seus momentos particulares. A leitura fluí de uma maneira muito leve e quando menos se espera há um frenesi de acontecimentos, e revelações e então a investigação é concluída de maneira eletrizante e decisiva.

Não me decepcionei com o crime mas também não foi nada surpreendente – principalmente quando se acompanham as aventuras de Hercule Poirot ou Sherlock Holmes. Comentando, agora, como fã de Rowling. Afirmo que diferente de seu antigo romance (Morte Súbita – The Casual Vacancy), O Chamado do Cuco tem um potencial diferente. Não sei dizer se maior ou menor ainda – vai depender única e exclusivamente da aceitação do público, mas acredito que os fãs de Rowling não tem porque não gostar. Por ter uma história mais simples e com menos personagens do que quando comparado a “Morte Súbita” o envolvimento com o enredo se dá de forma muito mais orgânica, o que deve agradar muitos leitores.

A obra já tem sequência confirmada (trilogia) e teve os direitos comprados pela Warner Bros. – responsáveis pelos filmes da franquia Harry Potter; portanto podemos esperar seu roteiro adaptado para o cinema muito em breve. O fim do livro não sugere uma sequência imprescindível- apesar de aguçar aquele maravilhoso sentimento de “quero mais e tem espaço para”, sendo uma obra completa em si.

O Chamado do Cuco: romance de Robert Galbraith, afirma mais uma vez a capacidade literária de Joanne Rowling.

116041488_1GG

Título: O Chamado do Cuco

Título Original: The Cuckoo’s Calling

Autor: Robert Galbraith (pseudônimo de JK Rowling)

I.S.B.N.: 9788532528735

Acabamento : Brochura; Capa dura ou e-book

Edição1 / 2013

IdiomaPortuguês

Paginas448

TradutorRyta Vinagre

Editora: Rocco