Home » Colunas » Encontro com Pedro: os vírus mais mortais que o mundo já viu.

Encontro com Pedro: os vírus mais mortais que o mundo já viu.

Topo coluna quinzenal pedro

Por Pedro Henrique

13 de outubro de 2014

Hello, hello, hello! :D Estamos de volta com o Encontro com Pedro! <<glorifica>>

Como um dos assuntos mais comentados no momento tem sido a epidemia do vírus Ebola que tem se espalhado aos poucos pelo mundo, decidi que deveria falar dos vírus mais ferozes que já apareceram na ficção. Por isso, hoje irei listar para vocês os vírus mais letais que o mundo já viu. Acompanhem-me.

Mas, antes de começar, vale dizer que por mais que minha coluna tenha um tom cômico, não é minha intenção fazer pouco caso da epidemia com o vírus. Todos sabem – ou deveriam saber – que esse é um problema sério e que devemos ter o máximo de cuidado em relação a isso. No entanto, às vezes rir da desgraça é o melhor remédio para nos ajudar a superar certas crises. Então, vamos lá.

1º Vírus Resident Evil (filmes)

resident evil alice

Quando uma coisa muito boa vira uma coisa não tão boa assim.

Não, você não leu errado! Não, eu não sou tão burro assim a ponto de não saber que Resident Evil é o nome de uma série de jogos e <<cofcof>> filmes. Mas, o caso é que quando falamos dos filmes da série, Resident Evil é um verdadeiro vírus mortal e perigoso! E vocês vão entender porquê.

O que acontece é que os filmes, protagonizados pela personagem Alice eram pra ser uma adaptação dos jogos homônimos, o que acabou não dando muito certo, até porque, Onde está Alice nos jogos? Mas, enfim, a questão é que Resident Evil – os filmes – se tornaram um dos maiores fracassos do cinema, mesmo que, ainda hoje, atraiam um público considerável.

Os filmes pecam excessivamente pela falta de conexão com a história que se segue nos jogos e essa é a maior reclamação dos fãs da série. Afinal, quem não gostaria de ver uma versão cinematográfica – boa – do Chris Redfield em ação? No entanto, o que temos é uma Alice magricela lutando contra um carinha com ego narcisista que mais parece uma versão americanizada e dark do boneco da Michelin.

Claro que dá para assistir aos filmes numa boa, se você desconsiderar o fato de que eles pretendiam ser uma adaptação dos jogos. Fora isso, não espere muito deles, é provável que você saia com o cérebro escorrendo pelo nariz.

2º Extermínio

extermínio filme 2007

Um dos pôsteres originais do filme com o título em inglês (28 weeks later).

Partindo de uma premissa que é comum à maioria dos filmes sobre apocalipse zumbi, Extermínio (1 e 2) é um filme realmente muito bem feito e bastante intenso.

Ao contrário do que se vê na maioria dos filmes do gênero, em Extermínio, os zumbis criados não são o cúmulo da lerdeza nem, tão pouco, fracos e fáceis de se matar. Pelo contrário, adquirem super velocidade e super força, o que os tornam verdadeiras máquinas de morte. E isso é só uma das características dessa epidemia, cujo contágio e transformação é imediato: pegou, morreu.

Apesar de se valer dos vários clichês já conhecidos, Extermínio encanta pela beleza das cenas e até do roteiro. Tudo começa numa Londres feliz e saudável, quando um vírus mortal se espalha de um laboratório e tudo se torna uma verdadeira m***. A trama entre os filmes segue uma evolução interessante e que justifica muito bem o nome da série (na versão brasileira). Quando o vírus e a epidemia se instalam no Reino Unido, a única solução para ela é o extermínio do lugar para que o vírus não se espalhe pelo mundo. Assim, a história se segue anos depois após isso, quando se descobre que a epidemia foi controlada e as pessoas podem retornar para seus lares. Ou não. Um fato se desenrola e uma descoberta sobre o passado põe tudo a perder, inclusive o futuro da humanidade.

3º Guerra Mundial Z

guerra mundial z brad pitt

Estrelado por Brad Pitt e um dos melhores filmes do gênero que já vi.

Duas palavras, um nome, vários sentimentos: Brad Pitt!

Hahaha mas, para além do amor que tenho por esse homem, o filme é realmente muito interessante. Como é de se imaginar, segue o mesmo roteiro padrão de sempre, exceto, talvez, pela forma como a história se desenrola.

Temos um vírus fodão que transforma as pessoas em comedoras de carne humana. Temos uma epidemia global e temos as colônias de sobreviventes. Mas, o mais interessante e, diria eu, original nesse filme é que ele não fica só nessa do apocalipse zumbi propriamente dito. Ele vai além e o além é justamente em relação à busca por uma cura.

E é aqui que eu tiro meu chapéu para esse filme. Todos sabem que nenhum filme sobre apocalipses zumbis é 100% certo cientificamente. Mas, Guerra Mundial Z conseguiu, pelo menos em parte, parecer ter alguma base científica no meio. E isso se deu quando eles criaram um vírus que é sensível a outros vírus! Sério, isso foi muito legal! Merece todo o meu amor!

4º Chernobyl

chernobuyl movie

Terror e suspense com um fundo de verdade só para tornar a história ainda mais tensa.

Olha, confesso, esse filme me deixou ca*** de medo.

Por mais clichê que possa ser um filme, uma coisa sempre funciona comigo: lugares escuros e imagens em primeira pessoa.

Chernobyl é um filme de 2012 que conta a história de jovens turistas que decidiram fazer uma viagem até as ruínas da antiga e famosa usina nuclear de Chernobyl, onde aconteceu o estrondoso desastre nuclear de 1986. Até aí, tudo bem, milhões de pessoas vão ao local todo ano e ninguém volta transformado num monstro horroroso, comedor de cérebros.

Ou será que não?

Não sei, só sei que depois de assistir ao filme, eu realmente fiquei com medo de pisar no lugar. O filme, apesar de hiperbólico, consegue ser razoavelmente convincente e foge daquele esquema do vírus mortal. Aqui, o que gerou os zumbis não foi um vírus maluco e incontrolável, mas a radiação. E a coisa acontece de forma tão sutil que você sequer percebe que, ao longo do filme, os próprios protagonistas estão virando zumbis sem perceber. Sério, sensacional!

5º A noite dos mortos vivos

a noite dos mortos vivos terror

Acho que se você correr (bastante), ainda dá para sobreviver.

Definitivamente, eu não poderia fazer uma lista sobre filmes de zumbis sem falar daquele que é, talvez, o mais famoso filme sobre apocalipse zumbi.

Lançado em 1968, A noite dos mortos vivos foi um dos primeiros filmes a tratar do tema e, talvez, aquele que deu o ponta-pé para que esse fosse um dos assuntos mais recorrentes em filmes de terror.

A história é bem simples e até trivial. Tudo está bem até que, de repente, tudo fica mal. As pessoas começam a virar zumbis e todo o caos se estabelece sem que se saiba o que causou isso.

Não espere um filme com um roteiro perfeito e envolvente. Mas espere um filme que com certeza coloca medo. Mas o mais interessante, é que ele brinca com o humor de forma leve e sutil. Por mais tensa que seja a história, os roteiristas conseguiram fazer com que ela fosse agradável também, o que é bastante irônico.

É um clássico do terror e você percebe isso nos vários sustos que você leva. E, por conta do tamanho sucesso, já teve inúmeros remakes e continuações, poucas fazendo jus ao filme original.

Bom, é isso, pessoal. Espero que tenham curtido o post. Conhecem outros filmes do gênero? Coloca aí embaixo, quem sabe não faço um “filmes de zumbis, parte 2”?

Até a próxima!


Leia também: