Home » Caneca Cultural » Ellipsia além de Melissa [Divulgação]

Ellipsia além de Melissa [Divulgação]

da Redação Caneca

em 10 de abril de 2017

A todos aqueles que produzem conteúdo – que escrevem o que gostariam de ler, que filmam o que gostariam de assistir, que tocam o que gostariam de ouvir. A todos que se cansaram de ser espectadores. Uni-vos. Porque o mundo precisa de mais gente fazendo.

Essa é a dedicatória com cara de manifesto do projeto Ellipsia além de Melissa, em pré-venda pela plataforma Catarse (www.catarse.me/ellipsia) até 2 de junho, com entrega grátis para todo o Brasil. A coletânea de contos é uma publicação derivada da história em quadrinhos Melissa em Ellipsia, publicada no fim de 2016, e traz como novidade o conceito de narrativa colaborativa.

Melissa em Ellipsia foi uma história fechada, com começo, meio e fim, e não precisava necessariamente de uma continuação. Mas toda narrativa pode ser revisitada ou estendida a partir de outros pontos de vista. Assim, havia várias oportunidades para que a história que eu e a Ligia contamos fosse expandida horizontalmente, em histórias derivadas a partir da timeline original, que recebem o nome de spin-off. Tornar o projeto colaborativo, dessa forma, pareceu um passo natural, dada a proposta da HQ original”, explica G.

Profeta, roteirista de Melissa em Ellipsia e responsável pelo argumento e pela edição do novo projeto. A equipe original de Melissa em Ellipsia, formada pela ilustradora Ligia Zanella e pela designer Priscila Nakajima, está de volta para a coletânea. Além disso, três novos autores foram escolhidos para somar forças e assinar cada um uma história em regime de coautoria. São eles Alex Brehan, Sandro Prezotto e Sarah Rappl.

É uma novidade para quem está acostumado à solidão do processo criativo. É mais ou menos como me tornar um pai adotivo dos filhos de outra pessoa”, diz Sandro Prezotto, autor convidado a assinar o conto Noite 729, que desdobra os acontecimentos de uma cena da HQ. “Desde a publicação de Melissa em Ellipsia, eu havia me tornado fã desse universo. É uma história que explora os elementos da literatura de fantasia, mas de forma adulta, como os grandes clássicos dos quadrinhos. Como fã incondicional de HQs e admirador do trabalho do Profeta e da Lígia, fiquei muito feliz ao participar como autor convidado do novo projeto. A troca de ideias e inspirações desse ambiente foi muito rica para todos nós.”

Projetos colaborativos são uma tendência contemporânea, representando diversidade e frescor. A esse fato, soma-se o caráter indie de Ellipsia além de Melissa, o que nos permite experimentar sem todas as restrições editoriais pelas quais as obras editadas do jeito tradicional estão muitas vezes limitadas. No nosso caso, nosso único compromisso é com a confiança do leitor”, conclui G. Profeta.

Como comprar

Entre na página www.catarse.me/ellipsia até o dia 2 de junho. Faça um breve login (que pode se dar através do Facebook). Clique em “Apoiar este projeto” e escolha a opção que mais lhe agrada (apenas a cópia impressa, por R$30 com frete incluso, ou a cópia impressa acrescida de brindes extras). O pagamento pode ser feito com cartão de crédito ou boleto bancário.


Leia também: