Home » Literatura » Portal de Areia [Colabore]

Portal de Areia [Colabore]

MG_1271

Seus rituais, pinturas, mitos e lendas me transportam para um mundo mistificado por seus símbolos e significados.

– por Alex Lopes via Colabore

Em um dia qualquer antes de ir ao trabalho, dei uma passada rápida em uma livraria, verifiquei os livros que foram lançados recentemente e me deparando na estante de literatura estrangeira, aquela certa capa chamou minha atenção. Com seu título em vermelho e uma imagem de duas pessoas armadas diante de uma casa que de dentro dela saia uns tentáculos sinistros e no fundo uma pirâmide, com efeito, marca d’água. Não fui capaz de prosseguir sem antes trazer o livro para perto de mim. Quando pronunciei “A Pirâmide Vermelha”, eu senti que deveria ler aquela obra.

E pesquisando melhor na internet, descobri que ele faz parte de uma saga chamada “As Crônicas dos Kane”, comprei logo o Box porque fiquei cheio de expectativas que, felizmente, não foram frustradas.

A história gira em torno de dois irmãos que por um acaso do destino foram separados na infância. Em um de seus raros encontros, acabam mergulhando em uma aventura em busca do, até então desconhecido, motivo do desaparecimento de seu pai e de viverem separados. Diferentemente de outras obras do autor Rick Riordan, os personagens principais são os narradores do livro e isso traz uma proximidade muito grande com o leitor, pois dá a impressão de estarem bem diante de você contando o que aconteceu com eles. Cada capítulo é contado com uma apuração dos fatos, observação dos detalhes completamente diferente, pois como eu disse, os narradores mudam e isso deixa a leitura muito dinâmica e engraçada.

Além de todo contexto lúdico que alias, é muito bem trabalhado, foi explorada a relação entre irmãos, mesmo tendo crescidos separados e serem fisicamente extremamente  diferentes, em todas as novas descobertas  e desafios superados, eles perceberam o quanto o Egito os tornava tão parecidos. Em um determinado momento, as afinidades, além da vivência, se acentuam, tornando desnecessário muitas vezes a troca de palavras. Fora que os personagens sempre estão ligados a deuses e seus mistérios. A história trata de amizades, relações fraternais e amores envolvendo seres mortais e imortais.

Assim como a coleção Percy Jackson e os Olimpianos, a história dos irmãos Kane acontece nos dias atuais, você chega até imaginar que a qualquer momento pode acontecer algo perto de onde está. E de uma forma muito moderna o livro resgata e divulga a cultura egípcia, ainda por cima faz várias referências de como sua arquitetura se espalhou pelo mundo.

Não importa qual seja o segmento do livro, ele sempre traz alguma temática para nossa reflexão e neste caso ficou muito nítido que é o amor. Podem existir deuses, maldições, heranças pré-destinadas de morte, legados esquecidos ou até mesmo nada além de um futuro vazio. Seja o que for nada irá superar a força que o amor exerce sobre nós e que isso nos possibilita mudar o imutável. Essa foi a mensagem que me marcou nestes três livros, é uma leitura gostosa, divertida e emocionante, até cheguei a chorar em uma determinada parte! Mas não vou contar, irei evitar spoilers [risos].

Então leia, solte gargalhadas e sinta aquela alegria de conhecer personagens inesquecíveis. As Crônicas dos Kane vai te transportar para outro mundo, ressuscitando outras eras, com magia, maldições e sentimentos vibrantes.

————————————–

Gostou da resenha do Alex Lopes?! Que tal você enviar seu texto pra gente? Acesse agora o Colabore e saiba como, é bem simples!