Home » Caneca Cultural » Alice no País do Iê Iê Iê – Uma aventura psicodélica aos anos 60

Alice no País do Iê Iê Iê – Uma aventura psicodélica aos anos 60

por Felipe Fischer

Todos conhecemos o clássico Alice no País das Maravilhas, seja pelo desenho da Disney, livros ou até mesmo o último universo criado por Tim Burton. Mas e se mudássemos um pouco o roteiro já conhecido e colocássemos a Alice em um mundo diferente, o país do Iê Iê Iê, como seria essa aventura?

A premiada atriz e diretora Carla Candiotto, nome de destaque no cenário de teatro infantil, foi convidada para este desafio de escrever o texto e dirigir Alice no País do IêIêIê, espetáculo musical livremente inspirado no clássico do escritor britânico Lewis Carroll. Para a encenação, a diretora precisava de uma trama para encantar os pequenos sem deixar de envolver os mais velhos. Assim, criou o enredo costurando a história ao redor de canções que foram sucessos de Roberto Carlos e Erasmo Carlos (O Calhambeque, Ele é o Bom, Meu Bem, Não Quero Ver Você Triste Assim, Negro Gato, Quero que Vá Tudo para o Inferno, Festa de Arromba), Rita Lee (Esse Tal de Rock’n’roll e Sucesso Aqui Vou Eu) e Ronnie Von (Meu Bem, versão para Girl de Lennon e McCartney).

Na Alice de Carla Candiotto, a sonhadora personagem-título é uma menina deslocada, que foge aos padrões e sofre bullying na escola. Graças ao avô, dono de lojinha de discos e amante da Jovem Guarda, ela vai ganhar uma força e ir ao encontro do que sabe fazer de melhor: cantar. Tentando se esconder da mãe, ela embarca num mundo de fantasias, quando é engolida pela radio vitrola e transportada para a década de 60.

Nessa viagem, a protagonista encontra o Coelho/Produtor, os personagens Boyzão, Boyzinho, boyzudo e boyzeco e a Cantora Diva até chegar ao Rei. O show de calouro do Rei é uma das melhores cenas do espetáculo, com uma boa dose de humor a cada personagem que se apresenta, sempre com interação da platéia que é transportada para um programa de auditório.

A produção do musical é um espetáculo a parte, com figurinos e cenários grandiosos. São 70 figurinos, 10 trocas de cenários e 11 movimentos de projeção, recurso usado para dar suporte à cenografia e induzir ar plateia a entrar nos delírios de Alice. É uma viagem aos anos 60 misturando a psicodelia que o clássico da Alice precisa.

Ao final, o que parecia ser uma peça infantil conquista não só as crianças, mas os adultos também. A escolha de usar canções da jovem guarda é o maior acerto já que no mesmo teatro está acontecendo o musical “60 – Uma Década de Arromba”.

Ficha Técnica

Texto e direção de Carla Candiotto. Direção musical de Daniel Rocha. Cenografia e figurino de Marco Lima. Coreografia de Victor Maia. Design de luz de Wagner Freire. Elenco – Amanda Doring, Deborah Marins, GiuMallen, Leandro Massaferri, Leo Araujo, Pedro Arrais, Rodrigo Naice, Rosana Chayn e Victor Maia. Diretor Assistente e preparação de atores – Fernando Escrich. Colaboração dramatúrgica de Bebel Ribeiro e Marco Lima.

Serviço

Espetáculo de teatro musical para crianças – Alice no País do IêIêIê.  sábado e domingo, às 15 horas, no Theatro Net São Paulo – Shopping Vila Olímpia, 5º andar – Rua Olimpíadas, 360. Duração: 60 minutos. Classificação indicativa: Livre. Capacidade: 799 lugares.

Ingressos:

Platéia Central R$ 90/45 (264 lugares)

Platéia Lateral R$ 90/45 (264 lugares)

Balcão 1 R$ 70/35 (104 lugares)

Balcão 2 R$ 50/25 (158 lugares)

 

Vendas: www.ingressorapido.com.br / consulte os pontos de vendas no site/4003-1212

Vendas para grupos específicos: 11.94536-6682/ 21.96629-0012

Horário do funcionamento da bilheteria: segunda a sábado, das 10h às 22h; e domingo, das 10h às 20h30.

Formas de pagamento: Todos os cartões de crédito, débito e vale cultura. Não aceita cheques.

Clientes NET têm 50% de desconto na compra de até quatro ingressos.

Acessibilidade

Estacionamento no Shopping