Home » Destaque » A culpa é das estrelas – John Green

A culpa é das estrelas – John Green

Sem título

É um daqueles livros que li e após concluir a leitura, fiquei uns bons dez minutos refletindo sobre o que ele me ensinou. Apesar de ser um livro de ficção, me mostrou muito mais realidade do que poderia imaginar.

 – por Alexandre Moreira


“O amor é apenas um grito no vácuo, e o esquecimento é inevitável, estamos todos condenados ao fim, e haverá um dia em que tudo o que fizemos voltará ao pó, sei que o sol vai engolir a única Terra que podemos chamar de nossa.”

O mais famoso livro de John Green se tornou um sucesso mundial, e com razão – inclusive será adaptado para o cinema. O livro que narra o cotidiano de Hazel Grace, uma paciente terminal de Câncer, envolve o leitor da primeira à última página. Com uma escrita humilde e situações demasiadamente rotineiras, é difícil não se apegar a um dos personagens.
Ao saber do diagnóstico de sua doença, Hazel sabe que o capítulo final de sua história foi escrito, no entanto, como toda boa história que se preze, o clímax não está em saber o fim, mas sim em como ele chegou. A reviravolta acontece quando, no Grupo de Apoio às Crianças com Câncer, aparece um novo jovem, Augustus Waters, simpático, bonito, e divertido, Augustus logo desperta o interesse de Hazel, e juntos, vão preencher as páginas em branco que possuem em comum.

“Não importa o quão forte seja o impulso, não importa o quão alto se chegue, não será possível dar uma volta completa.”

O livro é interessante, pois aborda uma temática já muito explorada na literatura e no cinema, porém, de jeito único e muito peculiar. Com pequenas passagens que nos fazem refletir sobre a efemeridade da vida, e nos fazem valorizar cada segundo, cada detalhe de nosso dia-a-dia. Diria que é quase impossível ler este livro sem “rir, chorar e ainda querer mais”, como bem disse Markus Zusak (autor de ‘A menina que roubava livros’ e de ‘A garota que eu quero.’).

“Não dá pra escolher se você vai ou não vai se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo.”

Não sei bem definir em palavras no que o livro me tocou mais. Talvez o fato de não ser “mais uma história de amor envolvendo doentes terminais”; talvez pela maneira como foi escrita; a construção das personagens, ou as sutis referências. Só posso dizer que de fato este livro entrou para minha lista de favoritos, e sei que em breve retornarei ás suas páginas, recomendo este livro para todas as pessoas. Tenho certeza, que, de um jeito ou de outro, após ler este livro, você nunca mais olhará para estrelas da mesma forma.

Os verdadeiros heróis, no fim das contas, não são as pessoas que realizam certas coisas; os verdadeiros heróis são as que REPARAM nas coisas.

a_culpa_e_das_estrelas

Nome: A Culpa é das Estrelas

Nome Original: The fault in our stars

Autor: John Green

Editora (Brasil): Intrínseca

Páginas: 288

Ano: 2012

FacebookTwitterGoogle+TumblrWhatsAppRedditShare


Leia também: